Desde que eu vi as fotos promocionais da parceria entre Oskar Metsavaht e Riachuelo, fiquei louco para correr na loja e conferir tudo. A coleção de alto verão “Rio de Janeiro” faz jus a seu nome e traz aquela bossa carioca nas peças, lembrando as criações de Oskar para a Osklen.

“Privilégio de muitos”

Essas foram as palavras que Flávio Rocha, vice-presidente da Riachuelo, utilizou para classificar a investida de trazer o primeiro escalão da moda nacional para uma loja de departamentos. Mas vale o registro que um privilégio, em tese, tem que ser para poucos – “privilégio de muitos” deixa de ser exclusividade e vira padrão.

A closer look

Num overall, a coleção está muito legal, mas observando peça a peça, há de se fazer algumas observações. As peças interessantes de fato são as que compõem o material de divulgação; as outras têm realmente cara de loja de departamento, fazendo o combo típico de malha + print retangular na altura do peito. Além disso, por conta do preço mais baixo, é bem provável que você encontre alguém com a mesma roupa que você pelas ruas. A camiseta em degradê com o nome Rio de Janeiro estampado, minha peça preferida da coleção, já está bombando aqui na noite do Recife – só ontem, vi dois caras na balada com a mesma famigerada peça.

Tá valendo

Mas nem tudo está perdido, queridos leitores. Basta ter um pouco de atenção e dedicar um bom tempo para garimpar que suas comprinhas na Riachuelo valerão a pena. A dica é investir nas peças mais básicas, como as camisetas em degradê sem estampas (que eu adorei) e as bermudas. Para quem gosta, a coleção também traz umas batinhas bem legais.

Em tempo: só não invente de, como eu, passar na loja numa tarde de domingo. A fila de espera no provador e a multidão de pessoas voando nas peças farão você desistir rapidinho.

 

Anúncios