Desde o desfile da Vivienne Westwood na Semana de Moda de Milão que a tendência do homeless chic vem chamando minha atenção. Obviamente, a tendência tem que ser reproduzida em doses homeopáticas, porque sair com cara de mendigo no Recife é ganhar um “baculejo” na certa.

Daí vieram os editoriais evidenciando a tendência. Esse da Vogue Italia eu achei bem fabulous:

Mas aí começaram a apelar. Tem até uma comunidade de fãs no Facebook para um mendigo chinês que está sendo reverenciado pelos fashionistas como ícone da tendência. Ele é conhecido como Brother Sharp, Beggar Prince e Handsome Vagabond.

Esse povo da China é meio besta. Manda eles virem no Recife para terem um choque de realidade de homeless chic; tem as versões cafuçu, piriguete, cheira cola, marginal e minimalista (sem mais detalhes  sobre esta última vertente).

Para conhecer mais sobre a tendência, dá uma chegada no site da Criativa. A matéria foi indicada por @allanemelo.

Anúncios